Este blog foi criado com o intuito de servir de alerta para as questões de Higiene e Segurança no trabalho, por vezes de forma mais séria e informativa, outras vezes, recorrendo ao humor.


Friday, February 26, 2010

Stress - Amigo ou Inimigo?

Hoje fui a um workshop no estádio Magalhães Pessoa, sobre inteligência emocional e capital psicológico positivo. O orador, José Magalhães, lembrou, entre outras coisas, o lado positivo do stress. Isso deu-me me a ideia para passar-vos esta mensagem hoje.

O stress é um processo fundamental que afecta todos os organismos, desde as bactérias até aos mamíferos.

Ao longo do processo evolutivo, as células, desde organismos unicelulares às células do nosso corpo, aprenderam a usar moléculas que sinalizam uma série de sinais de emergência, para protegerem funções celulares de agressões externas e repentinas. Em organismos complexos, como os seres humanos, os sistemas de stress evoluíram para processos altamente sofisticados que nos habilitam a lidar com desafios extraordinários que nos podem atingir.

O stress é então o conjunto de reacções fisiológicas, psicológicas e comportamentais, a um estímulo ou situação de tensão capazes de perturbar a homeostasia do organismo.

O stress em si é considerado neutro, mas apresenta duas vertentes. O distress ou stress negativo é caracterizado pelo pessimismo, enquanto que o eustress ou stress positivo promove a criatividade e acção.

Os sintomas do stress incluem alterações do ritmo cardíaco, subida dos níveis de adrenalina e noradrenalina, alterações do sono, aumento da tensão muscular, dificuldade de tomada de decisões, irritabilidade, excitação, gaguez, angústia, inquietação motora e tiques nervosos.

O stress, provocando alterações físicas e psicológicas no organismo humano, afecta também a capacidade de trabalho e o rendimento dos trabalhadores das organizações.

Muitas vezes, o stress no trabalho, deve-se a sobrecarga de trabalho e de responsabilidade, e causa custos ás organizações devido a atrasos, absentismos, doenças, acidentes, falta de criatividade, e desempenho fraco.

O stress reduzido desanima, stress em excesso deixa os nervos em franja. Cada pessoa tem o seu nível de stress óptimo e diferentes pessoas numa mesma situação reagem de formas diferentes. Portanto, o stress não deve ser eliminado, deve sim ser gerido.

Primeiro precisa de se conhecer a si próprio: Quando fica mais tenso? É demasiado exigente? Quais as suas expectativas? Quais as suas reacções?

O próximo passo é saber relaxar.

Ouvir música, tomar um banho de imersão, praticar yoga, fazer massagens, ter uma alimentação equilibrada, manter o peso ideal, evitar nicotina, café e outros estimulantes, dormir bem contribuem para diminuir a sobrecarga de stress.

Faça também preparação emocional como cultivar amizades e aproximar-se das pessoas que o apoiam, estabelecer objectivos realistas e significativos, contar com os erros próprios de quem é humano e com as adversidades do dia a dia.

Para finalizar deixo aqui uma sugestão de leitura.

O Stress no trabalho: Causas, efeitos e prevenção, de Alda Pinto

http://www.factor-segur.pt/artigosA/artigos/O%20Stress%20no%20trabalho.pdf

Thursday, February 25, 2010

Napo - regressando às origens

A origem do Napo surgiu com o vídeo seguinte, que publico aqui a pedido dos leitores do blog.

Napo e os sinais - 1ª parte

video


Napo e os sinais - 2ª parte

video

Tuesday, February 23, 2010


Ergonomics - work with a computer

Ergonomics is derived from two Greek words: ergon - work and nomos - laws. Ergonomists study human capabilities in relationship to work demands.

The International Ergonomics Association defines Ergonomics as the scientific discipline concerned with the understanding of interactions among humans and other elements of a system, and the profession that applies theory, principles, data and methods to design in order to optimize human well-being and overall system performance.

Today, there is already widespread concern about this issue, especially as more people spend their days sitting in a chair in front of a computer.

Here you can get a lot of information about ergonomics:
http://www.tricare.mil/CAP/Ergo_Guide/CAP_Ergo_Guide.pdf

I share a a good ergonomic adapt example: The ergonomic touchpad

http://www.ergotouchpad.com/

If you are now concern about your

ergonomic when working with a computer, don't worry, I leave you a tool you can try for free (the demo): The Ergoassist.

This application monitors the usage of the mouse and keyboard. Once the number of key strokes or mouse clicks reaches a customizable threshold you will be prompted to take an ergonomic break. You have the option of viewing ergonomic information and exercises or simply exit past the prompt.


http://www.ergoassist.com/software.shtml

Saturday, February 20, 2010

Formação em Higiene e Segurança no Trabalho - Acidentes de Trabalho

Aqui está uma apresentação de powerpoint da minha autoria, relativa aos acidentes de trabalho, de acordo com a lei 98/2009 de 4 de Setembro.

Formação em Higiene e Segurança no Trabalho - Acidentes de Trabalho

Cartoons de higiene e segurança

Partilho aqui formas divertidas de abordar a Higiene e Segurança no trabalho, que se encontram disponíveis na web.















Thursday, February 18, 2010

Nova Ferramenta em HST

Pablo Palacios, Consultor Sénior de Segurança e Saúde Laboral deu a conhecer recentemente no no Linked In uma nova ferramenta útil no âmbito da Higiene e Saúde no Trabalho que considerei bastante interessante.

Esta ferramenta auxilia a realização de cálculos frequentes em diversos campos relacionados com a prevenção de riscos laborais: custos de acidentes laborais, atenuação dos protectores auditivos, nível de risco intrínseco em segurança contra incêndios, avaliação simplificada da prevenção e excelência empresarial, cálculo de ventilação por diluição para controlar a exposição no local de trabalho a agentes químicos, e ainda avaliação de vibrações mecânicas.

O software permite identificar a empresa e o posto de trabalho em estudo, bem como imprimir relatórios com os diversos dados e resultados obtidos.

Acesso à ferramenta em:
http://calculadores.insht.es/

Saturday, February 13, 2010

Napo


O Napo é um personagem animado que representa um funcionário comum de qualquer sector de actividade. Este foi criado para, de forma divertida, abordar temas referentes à Higiene e Segurança no Trabalho.

O primeiro vídeo - Napo e os Sinais - foi apresentado no Festival Europeu de Cinema de Edimburgo, em 1998.

Desde então já foram elaborados diversos vídeos do Napo, que ganhou grande popularidade a nível internacional.

Nos vídeos, Napo e os seus amigos vêem-se vitimas de diversas situações, conseguindo transmitir de forma apelativa, descontraída, simples e universal, alertas importantes de segurança e saúde nos locais de trabalho.

Aqui fica um exemplo de vídeos do Napo:

video

Mais informações sobre o Napo e a sua história em:

http://osha.europa.eu/sub/napo/pt/the-napo-story

Friday, February 12, 2010

Amianto - Raínha das Fibras?


Amianto ou asbesto é o termo que designa um grupo de silicatos minerais naturais que podem ser desagregados em fibras. Há diversos tipos de fibras de amianto, como crisótilo, grunerite e crocidolite.
As fibras de amianto apresentam resistência química aos ácidos, baixa condutividade ao calor e electricidade, o que permitiram que fosse utilizado como componente de reforço, isolamento térmico, eléctrico e acústico. Desta forma, o amianto teve imensas aplicações industriais a nível mundial: isolantes térmicos para protecção contra incêndios, coberturas, revestimentos de edifícios, condutas de água, papel, têxteis, cobertores resistentes ao fogo, travões, embraiagens, correias de transmissão, colas…
Há alguns anos atrás a minha mãe chegou a usar uma placa de amianto para pousar o ferro de engomar, que lhe foi aconselhada pelo vendedor na loja de electrodomésticos onde comprou o ferro ( a finalidade era proteger o ferro de se riscar).
Hoje em dia sabemos que o amianto é perigoso e que todos os produtos que contém amianto podem libertar fibras.
As fibras respiráveis do amianto apresentam feixes de fibrilas que se separam muito facilmente formando nuvens de poeiras muito finas e imperceptíveis. Estas ficam presentes no ar e são inaladas. Como as fibras são pequenas e finas, atravessam todo o aparelho respiratório e alojam-se no alvéolos pulmonares. As defesas do organismo humano tentam remover ou destruir as fibras de amianto, acabando por revesti-las com uma camada proteica – placas pleurais. A inalação de fibras de amianto pode levar à lesão do tecido pulmonar, dificultando a respiração ou mesmo levar ao desenvolvimento de tumores malignos. As doenças relacionadas com a exposição ao amianto podem eclodir até quatro décadas após a exposição ao amianto.

A Directiva 1999/77/CE de 26 de Julho de 1999 estabeleceu que a partir de 1 de Janeiro de 2005 seria proibida a colocação no mercado e a utilização das fibras de amianto e dos produtos com essas fibras adicionadas intencionalmente.
http://eur-lex.europa.eu/LexUriServ/LexUriServ.do?uri=OJ:L:1999:207:0018:0020:PT:PDF

Em Portugal a proibição da utilização de amianto surgiu com a publicação do Decreto-Lei nº 101/2005, de 23 de Junho.
http://dre.pt/pdf1s/2005/06/119A00/39373939.pdf

Tendo sido proibida a utilização de amianto, os riscos associados à exposição ao amianto estão relacionados com as acções de confinamento e retirada do amianto, e intervenções sobre materiais susceptíveis de libertar fibras de amianto. Os riscos prevalecem ainda para a permanência em locais onde ainda existe amianto.

A propósito deste tema, a SIC efectuou uma reportagem no Palácio da Justiça a 3 de Fevereiro de 2010.
http://sic.sapo.pt/online/video/informacao/noticias-pais/2010/2/obras-de-remocao-de-amianto-no-palacio-da-justica-devem-prolongar-se-todo-o-ano03-02-2010-23480.htm

Wednesday, February 10, 2010

Higiene do Sono




Nos primórdios, a humanidade regia-se pelas leis básicas da natureza. Os dias eram simples: o sol ditava a actividade, a noite servia para dormir.

O ser humano evoluiu e alterou o que se passava à sua volta. Passámos a estar acordados durante a noite, com iluminação artificial, e todos os aparelhos electrónicos que na antiguidade eram impensáveis. Com isto alterámos o ciclo de sono da humanidade. Já não nos deitamos com o pôr-do-sol, e alguns de nós até trabalham durante a noite e dormem durante o dia.

O sono é uma função vital necessária à manutenção de um bom estado de saúde, contribuindo para a recuperação física e psicológica do organismo. Estima-se que hoje em dia metade da população mundial tem dificuldade em adormecer, o que está relacionado com o estilo de vida. A falta de sono aumenta a probabilidade de contrair doenças crónicas, dificuldades de concentração, alterações no estado emocional e aumenta o risco de acidentes de trabalho.

A Higiene do Sono visa ajudar a melhorar a qualidade do sono.


Deixo aqui algumas dicas interessantes sobre a Higiene do Sono:

- Procure deitar-se a horas certas todas as noites
- Levante-se à mesma hora todos os dias para reforçar o seu relógio biológico, independentemente de como se sinta
- Vá para a cama apenas quando estiver com sono
- Não prolongue excessivamente o tempo na cama
- Utilize a cama apenas para dormir (não estude, coma, esteja ao computador ou veja televisão na cama; sexo é permitido)
- Evite actividades que exijam esforço mental ou físico ou situações emocionalmente perturbadoras antes de dormir
- Não se esforce por dormir
- Aplique uma técnica de relaxamento antes de se deitar (ex: ouça musica suave)
- Se acordar durante a noite e não conseguir voltar a adormecer, saia da cama, e ocupe-se com uma actividade relaxante; volte à cama apenas quando sentir sono
- Não olhe para o relógio, não ajuda a adormecer
- Tenha atenção ao meio ambiente: colchão e almofada confortáveis; temperatura, ruído e iluminação adequados
- Durma o suficiente para se recuperar (cerca de 7 a 8 horas por noite, varia de pessoa para pessoa)
- Evite dormir durante o dia (sobretudo se tiver problemas em adormecer à noite)
- Evite álcool, tabaco, cafeína e refeições pesadas à noite - Durante o dia pratique regularmente exercício físico e mantenha-se activo


A higiene de sono tem de ser adaptada a cada pessoa, de acordo com as suas características individuais.

Se, após tentar estas medidas, não conseguir um sono reparador deve procurar o seu médico


Se quiser saber mais sobre este assunto veja o folheto:

http://www.apsono.com/pt/folheto.pdf


ou aceda à página da Associação Portuguesa de Sono:

http://www.apsono.com/


ou ainda participe no 20º Congresso da European Sleep Research Society, que se irá realizar em Lisboa de 14 a 18 de Setembro de 2010.

http://www.esrs2010.com/


Bom sono!

Monday, February 8, 2010

Radiações

A radiação é o processo de transmissão de energia através do espaço.
Todos os dias estamos expostos a diversos tipos de radiação, dependendo da nossa actividade.
As radiações podem ser ionizantes ou não ionizantes, de acordo com a sua capacidade de ionização de átomos ou moléculas. As radiações mais nocivas ao ser humano são as radiações ionizantes sendo que os efeitos adversos podem ser somáticos (verificar-se directamente nas pessoas irradiadas) ou genéticos (passar para as gerações seguintes). As doses de radiações são acumuláveis no organismo.

Os efeitos das radiações dependem de diversos factores como a natureza das radiações, a dose de radiação e a sua distribuição no tempo, e características do material biológico exposto. Um dos efeitos mais nocivos associados ás radiações é o aumento de incidência de tumores malignos, como cancro da pele, carcinoma do pulmão e leucemia. Os grupos de risco em relação a esta temática são aqueles que lidam com radiações ionizantes no seu local de trabalho, nomeadamente trabalhadores do sector da saúde.

A prevenção é fundamental e implica a redução do tempo de exposição, manter distâncias seguras entre o trabalhador e a fonte de emissão da radiação, isolamento da fonte através da utilização de barreiras físicas de chumbo, utilização de aventais e outros equipamentos de protecção individual de chumbo.

Da legislação aplicável a esta matéria destaco o Decreto-Lei 180/2002 de 8 de Agosto de 2002 estabelece as regras relativas à protecção da saúde das pessoas contra os perigos resultantes de radiações ionizantes em exposições radiológicas médicas e transpõe para o ordenamento jurídico interno a Directiva 97/43/EURATOM.

DL 180/2002 - http://dre.pt/pdf1sdip/2002/08/182A00/57075745.pdf



Sobre esta matéria destaco ainda o Terceiro Congresso Europeu IRPA (International Radiation Protection Association), que ocorrerá de 14 a 18 de Junho de 2010 em Helsínquia, na Finlândia, onde serão debatidos temas relacionados com a protecção radiológica e os seus últimos desenvolvimentos.

http://www.congrex.fi/irpa2010europe/pdfs/First_Announcement_brochure_Revised.pdf http://www.congrex.fi/irpa2010europe/

Friday, February 5, 2010

Mobbing - o risco silencioso

O conceito de mobbing surgiu na sociologia na década de 80 por um psico-sociólogo do trabalho alemão - o professor Leymann.

O mobbing encontra-se associado à perseguição e criação de um ambiente de trabalho hostil, normalmente contra um trabalhador. Este assédio moral apresenta carácter repetitivo e leva a danos físicos e psíquicos na vítima, afectando o seu trabalho.

A crise financeira tornou-se desculpa para muitas atitudes que nada têm a ver com questões económicas, incluido o mobbing. Na sua forma mais típica, o mobbing tem sido usado por empregadores para contornar o despedimento sem justa causa, visando expulsar o trabalhador.

Os técnicos de higiene e segurança têm de estar atentos para esta questão e tentar avaliar da melhor forma este risco. Não é fácil obter informações sobre o mobbing pois as vítimas normalmente não denunciam estas situações com medo de perderem o emprego. Caso sejam obrigadas a despedir-se devido ao mobbing é depois difícil provar que o sofreram pois os colegas de trabalho normalmente também não colaboram como testemunhas por também terem receio de perder o seu emprego.

Prevenção é a mãe da higiene e segurança. Ensine isso aos seus filhos

Inicio este blog expressando a ideia de que a higiene e segurança não é algo que deve apenas ser aplicado ao trabalho. Claro que é necessário prevenir acidentes de trabalho e doenças profissionais e há muito para fazer. Porém considero que não é no local de trabalho que se deve começar a consciencializar os trabalhadores. Este processo deve ser começado desde muito mais cedo, de forma a incutir hábitos diários nos trabalhadores no âmbito da prevenção.
Sou da opinião de que a higiene e segurança deve ser iniciada nas crianças. Para tal é necessário apostar em formação nesta área aplicada ás crianças. Em Portugal nesta matéria ainda estamos muito aquém do esperado...